“Feministas querem punir até beijo roubado como se fosse o mais hediondo estupro.”


Fonte:   https://ocontraditorio.com/ladodireitodaequidade/igualistas/megan-mcardle/feministas-querem-punir-beijo-roubado-fosse-hediondo-estupro/  

— Megan McArdle, jornalista estadunidense, 2014.

“Feministas que lutam contra o estupro estão lutando por duas coisas que na verdade se opõem. Por um lado, elas querem as mais severas e possíveis sanções morais, sociais, legais e administrativas para a agressão sexual… Por outro lado, elas querem os mais amplos critérios possíveis para decidir se um estupro ocorreu, dando peso muito, muito maior para incluir verdadeiras agressões, ao invés de excluir acusações falsas, ambíguas, ou difíceis de provar.

Isso não é uma coisa que uma sociedade liberal vai acatar. Você pode ter punição drástica de infracções, ou você pode ter um baixo limiar de provas para a imposição de punições; você não pode ter ambos. Se você ampliar seus critérios para incluir delitos menores como “beijo roubado” ou mais casos em que há uma possibilidade maior de que o acusado era inocente, então você vai encontrar resistência à punição pesada. O júri da opinião pública vai anular.”

– Megan McArdle, “You Can’t Just Accuse People of Rape“, Bloomberg News, 9.12.2014. http://www.bloomberg.com/view/articles/2014-12-09/you-cant-just-accuse-people-of-rape